12 de janeiro de 2009

Repetições do quase . Triste

o que eu tinha pra te dizer era quase tudo de quase sempre quando nada fazia sentido em todos os momentos entre os que eu tinha e os que eu ainda ia ter. era só isso e quase tudo você já sabia ou já soube depois de todo aquele tempo quase longe. eu tinha pra te perguntar umas coisas meio quase sem resposta ou então com as respostas erradas. mas acho que eu quase não ia querer saber. primeiro eu tinha que te abraçar um pouco antes de quase te deixar ir. e eu tinha que te olhar, sabe, quase de lado pra me proteger de quase tudo. eu tinha umas cores, talvez, pra te mostrar, umas cartas que eu deixo aqui do lado, quase ao meu alcance quando eu me deito e choro um pouco. quase não dá pra saber quando vai acontecer mas aí chove. quase muito. eu sei que tinha aí essa poltrona quase minha onde eu precisava sentar um pouco pra ver se quase ainda me sobrou qualquer coisa. quase sempre eu volto a te escrever quase assim, quase tudo de novo, quando eu quase me esqueço de que eu já sou quase outra e você quase nem existe mais.

- desconheço o autor - mas adorei
 

Blog Template by SuckMyLolly.com